Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Bolos da Páscoa

Terça-feira, 03.04.12

 

 

Vulgarmente conhecidos por "Folar da Páscoa", mas tradicionalmente tratados entre os locais por "Bolos da Páscoa", esta é a receita típica da aldeia histórica de Castelo Novo. Não há Páscoa sem haver estes deliciosos bolos... Uma semana antes começa a azáfama das moradoras desta aldeia, de forma a combinar horários no forno comunitário.

 

 

   

 

RECEITA

 

12 ovos

2/5 dl

1 dl de aguardente

1 cl chá canela

2 dl leite

350 grs açúcar

20 grs fermento padeiro

1 cl chá pó royal

farinha qb (cerca de 1/5 kg)

 

 

Batem-se muito bem os ovos, junta-se o açúcar e de seguida os restantes ingredientes. Vai-se juntando pouco a pouco a farinha e batendo sempre até a massa fazer bolhas. Deixa-se de deitar farinha quando a massa começar a ficar consistente e a despegar do fundo do alguidar. Cobre-se a massa com um cobertor quente e coloca-se o alguidar no local aquecido, até a massa duplicar o volume (cerca de 5 a 7 horas). Depois de a massa finta tendem-se pequenos bolos que ficam mais duas horas a fintar, no mesmo local. Quando os bolinhos duplicarem o volume levam-se e a cozer em forno temperado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por VANDOVSKY às 13:03

Outros olhares da minha aldeia III

Domingo, 09.10.11

 

 Para terminar, por agora, esta viagem que tenho vindo a fazer, pela Aldeia Histórica de Castelo Novo, apresento aqui diversas perspectivas do aglomerado habitacional... e não só!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 Casario Típico

 

 

 

 

Capela de Sant'Ana e São Joaquim

 

{#emotions_dlg.meeting}

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por VANDOVSKY às 21:22

Outros olhares da minha aldeia II

Quinta-feira, 06.10.11

 

No sopé da Serra da Gardunha, assente sobre um cabeço, a aldeia histórica de Castelo Novo beneficia da dualidade de uma magnífica paisagem em todo o seu redor... desde o cume da serra, marcado pelo cabeço da Penha,  até aos campos longínquos que se estendem pelo planalto, a perder de vista.

 

 

Pormenor aproximado do cabeço da Penha

 

 

Pelos recantos da serra podemos encontrar inúmeras ruínas daquelas que já foram, em tempos, habitações de um povo que não se consignava ao núcleo urbano, mas que, talvez até em maior número, se fixava nos arredores do povoado, onde, além da habitação, tinham também as terras para tratar e os palheiros para guardar o gado. 

 

 

 

 

 

 

 

 

  

Uma aldeia rica em água - ainda hoje muita gente se desloca, regularmente, até cá apenas com o propósito de se abastecer deste precioso líquido, que nasce na serra e precorre quilómetros, beneficiando uma vasta área.

 

 

 

 

Poço do Agostinho

 

 

 

 

Ribeira de Alpreade

 

 

 

Antigas levadas que deixaram de ser usadas porque já ninguém habita estes lugares.

 

 

Os animais que vamos encontrando pelo caminho que percorremos.

 

 

 

 

 

 

 

Avistando as longínquas planícies
 

 

 Pelo caminho que desce da serra 

 

Espectaculares aglomerados graníticos
 

  

 

  

 

 

 

  

 

Os frutos silvestres  

 

 

As cores outonais 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por VANDOVSKY às 23:32





      

mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2017

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30






comentários recentes

  • VANDOVSKY

    Obrigada... Bom Ano...

  • Milton

    Uma singela postagem.Cordial abraço e um excelente...

  • linda

    Saudades dos que a minha avó fazia:'(

  • VANDOVSKY

    Parece que finalmente encontrei a música que falta...

  • Libania Neves

    Ora aqui está um post, que é uma verdadeira lição ...

  • Libania Neves

    fiquei com vontade de conhecer!

  • Libânia

    belo e "doce" post!

  • Existe um Olhar

    Adorei esta ideia dos puzzles! Pequenos detalhes q...

  • VANDOVSKY

    Olá Manu,Tal como comecei por dizer neste post, es...

  • Existe um Olhar

    Um passeio muito bonito que fiz através do teu olh...





subscrever feeds