Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Cantigas da minha infância...

 

 

 

Oh tu que estás no meio

 

Oh tu que estás no meio

A dançar e a bailar,

Vai à roda escolher uma,
Que sirva para teu par.
E dançando muito bem,
Com graça e com jeitinho,
Agora vai começar,

A dança do corridinho...

 

Borboleta Branca

 

Borboleta Branca que se atira ao ar

A menina .......... não se quer casar

Não se quer casar quer morrer donzela

Quer levar p’ra cova palmito e capela

Palmito e capela vestidinha à Conceição

Ora viva o noivo que lhe dá a mão

Que lhe dá a mão ele é que a ama

A menina ........ vai fazer a cama

Vai fazer a cama faça-a bem feitinha

A menina ........ vai ser a madrinha

Vai ser a madrinha que leva o raminho

O menino ........ vai ser o padrinho

Vai ser o padrinho que leva a bandeira

E a menina ......... vai ser cozinheira

Vai ser cozinheira que faz o jantar

Ora viva os noivos que se vão casar.

 

 

Quem souber vai ganhar

 

Quem souber vai ganhar

Faça o que eu disser

Faça o que eu manda

Quem souber vai ganhar

Faça o que eu disser escolhendo o seu par

Sendo assim rodam os dois e a cantar

Só vai terminar no fim

E depois perde o seu par

 

 

Rouxinol

 

Olha a andorinha Rouxinol joga-lhe a fita

Olha a andorinha Rouxinol joga-lhe a fita

Casa com ela Rouxinol, que ela é bonita

Casa com ela Rouxinol, que ela é bonita

Que ela é bonita Rouxinol, que ela é bem boa

Que ela é bonita Rouxinol, que ela é bem boa

Entra a criada Rouxinol sai a patroa

Entra a criada Rouxinol sai a patroa

 

 

No alto da serra

 

Lá no alto daquela serra, lá no alto daquela serra

Está um lenço, está um lenço a acenar

Está um lenço está um lenço a acenar

Ajoelha-te aos pés e reza, ajoelha-te aos pés e reza

Reza a tua, reza a tua oração

Reza a tua, reza a tua oração.

Levanta-te e dá-lhe um beijo, levanta-te e dá-lhe um beijo

Da raíz, da raíz do coração

Da raíz, da raís do coração

 

 

Rosa Branca

Rosa branca ao peito,
A todos está bem.               
À menina “…”  , olaré,
Melhor que a ninguém!

Melhor do que a ninguém,
Ou por dentro ou por fora
Quem sabe lá, olaré,
Quem ela namora...

Quem ela namora,
Quem ela namorou
Ao sair da escola, olaré,
A mão lhe apertou...

 

 

O Limão da Mariquinhas

Chora Mariquinhas, chora
Chora porque o limão, Mariquinhas
Está na roda
Procura o limão, Mariquinhas
Que ele cá não está
Que ele cá não se encontra
Está no meio do caminho
A dançar o solidó
Quem tem?

 

 

 

 

 

publicado por VANDOVSKY às 23:46
link do post | comentar | favorito
                     Este    Blog              utiliza     o      Google                  Chrome

restos de mim

encontre outros restos

 

Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30


novos restos

Primavera

Inscrição para uma lareir...

A neve

Quando Está Frio no Tempo...

David Bowie... Sempre

Winter Wonder

Menino

Clandestinos do Amor

UPI na Escola

Momentos de inspiração VI...

Momentos de inspiração VI

Momentos de inspiração V

Palavras de mãe

Dá-me um beijo

Dia nacional do estudante

Dia da mulher

Vamos adivinhar II

O Vento que soa...

De passagem por Monsanto....

A cerimónia do chá II

restos conservados

mais inspiradores

tags

todas as tags

restos especiais

Música Tradicional da Bei...

A minha Aldeia

Aldeias Históricas... e n...

Momento musical

outros caminhos