Sábado, 8 de Maio de 2010

Sagrada Família

 

 

O Templo Expiatório da Sagrada Família, pretende ser um espaço de acolhimento, de peregrinação e de reflexão, um lugar para expressar o amor a Deus e aos homens. O edifício, ainda em processo de construção, vai evoluindo graças aos donativos que chegam de todo o mundo.

 

 

Originalmente, a Sagrada Família, como acabou por ser conhecida, era para ser uma igreja modesta, mas essa ideia não se concretizou, e tornou-se o edifício mais famoso de Barcelona.

 

A edificação de um templo expiatório dedicado à sagrada Família, promovida em 1874, pela Associação dos devotos de São José, presidida por Josep Maria Bocabella, teve inicio em 1882, sob a direcção do arquitecto Francesc de P. del Villar, o qual se demite um ano e meio depois, por desacordo com os fundadores religiosos da igreja.

 

É então nomeado, arquitecto principal, o jovem arquitecto Antoni Gaudí, que irá dedicar 43 anos da sua vida a esta obra, o que o levará a ir viver no estaleiro, sendo os últimos 12 dedicados de forma exclusiva ao projecto.

 

Mais tarde, é recebido um generoso donativo anónimo e Antoni Gaudí alterou todo o projecto inicial, criando este templo excepcional, inovador nas sua formas, estruturas e construção, que hoje se continua a erguer seguindo os seus princípios. Gaudí rejeitou o estilo neo-gótico dominante no final do século XIX e princípio do século XX, e atribuiu a cada elemento da Sagrada Família um significado simbólico.

 

Antoni Gaudí nasceu em 25 de Junho de 1852 em Reus, perto de Tarragona e desde cedo sofreu de reumatismo, doença essa que o impedia de jogar com as crianças de sua idade. Assim Gaudí ocupava grande parte do seu tempo a passear em plena natureza e a observar atentamente as suas belezas, o que lhe proporcionou um excelente senso de observação e que grande influência vai exercer nos seus projectos: tartarugas, o símbolo chinês da ordem no caos, formam a base das colunas, e os capitéis mostram folhas de palmeira.

 

As características mais distintivas do edifício, no seu conjunto, são o estilo genericamente barroco, a combinação das cores e a rica diversidade de materiais utilizados (estuque, cerâmica, mosaicos, ferro e diversos tipos de pedra).

 

 

Actualmente o templo tem duas fachadas dedicadas  ao nascimento de Jesus e à Paixão de Cristo. Quando estiver terminado existirá uma terceira dedicada à Glória de Jesus ressuscitado. Terá também 18 torres: 12 dedicadas aos Apóstolos, 4 aos Evangelistas, 1 à Virgem Maria e outra que alcançará 170 metros, dedicada a Jesus.

 

 

 

A construção continua a desenrolar-se, mais de um século depois do seu início, e recentemente foram acrescentadas esculturas de Josep Maria Subirachs e Etsuro Soto.

 

A equipa que trabalha nesta projecto e que o torna viável é constituída por mais de 300 pessoas, que irão garantir a finalização do espaço interior e a sua abertura ao culto durante o ano de 2010 e que a obra esteja totalmente concluída em 2030.

 

 

 

 

O Criptograma - Fachada da Paixão

 

O criptograma é um dos motivos mais populares da Fachada da Paixão. Trata-se de um enigmático quadro com 16 números que permitem fazer 310 combinações diferentes, somando sempre 33 - A idade de Cristo no momento da sua morte.

 

 

 

publicado por VANDOVSKY às 11:00
link do post | comentar | favorito
                     Este    Blog              utiliza     o      Google                  Chrome

restos de mim

encontre outros restos

 

Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30


novos restos

Primavera

Inscrição para uma lareir...

A neve

Quando Está Frio no Tempo...

David Bowie... Sempre

Winter Wonder

Menino

Clandestinos do Amor

UPI na Escola

Momentos de inspiração VI...

Momentos de inspiração VI

Momentos de inspiração V

Palavras de mãe

Dá-me um beijo

Dia nacional do estudante

Dia da mulher

Vamos adivinhar II

O Vento que soa...

De passagem por Monsanto....

A cerimónia do chá II

restos conservados

mais inspiradores

tags

todas as tags

restos especiais

Música Tradicional da Bei...

A minha Aldeia

Aldeias Históricas... e n...

Momento musical

outros caminhos