Domingo, 4 de Maio de 2014

Palavras de mãe

 

Neste dia especial, deixo aqui uma pequena homenagem à minha mãe, tornando pública uma carta que dela recebi, tão simples, mas que tão profundamente exprime o amor de uma mãe.

 

Carta mãe 2.jpg

 

  

Quando eu nasci,

ficou tudo como estava. 

Nem homens cortaram veias,

nem o Sol escureceu,

nem houve estrelas a mais...

Somente,

esquecida das dores,

a minha Mãe sorriu e agradeceu. 

Quando eu nasci,

não houve nada de novo

senão eu. 

As nuvens não se espantaram,

não enlouqueceu ninguém... 

Pra que o dia fosse enorme,

bastava

toda a ternura que olhava

nos olhos de minha Mãe...  

Sebastião da Gama,

in 'Antologia Poética'

 

 

publicado por VANDOVSKY às 08:43
link do post | comentar | favorito

                     Este    Blog              utiliza     o      Google                  Chrome

restos de mim

encontre outros restos

 

Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30


novos restos

Primavera

Inscrição para uma lareir...

A neve

Quando Está Frio no Tempo...

David Bowie... Sempre

Winter Wonder

Menino

Clandestinos do Amor

UPI na Escola

Momentos de inspiração VI...

Momentos de inspiração VI

Momentos de inspiração V

Palavras de mãe

Dá-me um beijo

Dia nacional do estudante

Dia da mulher

Vamos adivinhar II

O Vento que soa...

De passagem por Monsanto....

A cerimónia do chá II

restos conservados

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

mais inspiradores

tags

todas as tags

restos especiais

Música Tradicional da Bei...

A minha Aldeia

My favourite time of year

Aldeias Históricas... e n...

Momento musical


outros caminhos


Be Happy!!

Directorio de Blogs Portugueses