Quinta-feira, 27 de Junho de 2013

Bugiadas e Mouriscadas...

  

 

A Festa da Bugiada tem por detrás uma lenda transmitida oralmente de geração em geração, que remonta ao tempo em que os muçulmanos ocuparam boa parte da Península Ibérica. Essa lenda dá conta da disputa de uma imagem milagrosa de São João, detida pelos bugios, a que os mourisqueiros pretenderiam também recorrer para salvar a filha do seu rei. 

 

 

 

 

Os mourisqueiros, representam o Mal (O Mal é asseado, com roupas alinhadas, ordeiro), comandados pelo Reimoeiro, são rapazes solteiros, em número de algumas dezenas. Usam um fato colorido e listado, na cabeça levam uma barretina cilíndrica, ladeada de espelhos e encimada de plumas, usam polainas e, na mão direita, transportam uma espada. São o lado organizado, apolíneo, militar, da festa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


  

 

 

 

 

Os bugios representam o Bem (O Bem é de costumes ousados, veste mal, é malcriado e sujo), sob a condução do Velho da Bugiada, vão mascarados, vestidos de roupas garridas, levam penachos de fitas na cabeça, guizos por todo o corpo e castanholas nas mãos. São, habitualmente, em número de várias centenas, de todas as idades, e fazem uma enorme algazarra. São o lado folião e telúrico da festa.

 


  

 

   

 

 

 

 

 

 

 

A Festa de S. João de Sobrado é bem mais rica do que as danças e a luta que envolvem Bugios e Mourisqueiros. Existem três outros tipos de manifestações populares tradicionais que se entremeiam nesta festa. Uma delas é o conjunto de cenas de crítica da vida local e nacional, típicas da época carnavalesca conhecida por estardalhadas. 

 

 

 

 

 

 

 

Estardalhadas

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

Cobrança dos direitos   

 

Outra é o ritual da lavra da praça, em que as operações de lavrar, gradar e semear são feitas na sua ordem inversa. Este ritual de cultivo feito pela ordem errada, simboliza a fertilidade das terras de Sobrado, uma vez que se dizia que mesmo cultivando ao contrário, as terras eram tão férteis que produziam sempre.


 

 

 

 

  


Finalmente, a mais espectacular é a chamada Dança do Cego ou Sapateirada - uma cena curiosíssima de teatro popular, em que se evoca a perturbação causada numa comunidade local pela chegada de um cego que viaja de terra em terra, guiado pelo seu moço.

Neste vídeo assistimos a uma batalha com água, entre a caravana que passa e a assitência.

  


publicado por VANDOVSKY às 23:34
link do post | comentar | favorito

                     Este    Blog              utiliza     o      Google                  Chrome

restos de mim

encontre outros restos

 

Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30


novos restos

Primavera

Inscrição para uma lareir...

A neve

Quando Está Frio no Tempo...

David Bowie... Sempre

Winter Wonder

Menino

Clandestinos do Amor

UPI na Escola

Momentos de inspiração VI...

Momentos de inspiração VI

Momentos de inspiração V

Palavras de mãe

Dá-me um beijo

Dia nacional do estudante

Dia da mulher

Vamos adivinhar II

O Vento que soa...

De passagem por Monsanto....

A cerimónia do chá II

restos conservados

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

mais inspiradores

tags

todas as tags

restos especiais

Música Tradicional da Bei...

A minha Aldeia

My favourite time of year

Aldeias Históricas... e n...

Momento musical


outros caminhos


Be Happy!!

Directorio de Blogs Portugueses